102

uma vez recebi um e-mail do juliano zappia dizendo que a gal costa estaria na próxima edição da revista jungledrums. disse que o ronaldo evangelista iria entrevistar-la e que precisava de fotógrafo. perguntou se eu estava disponível e sem consutar a agenda, já fui dizendo que sim. na hora, nem perguntei o valor do cachê. estava mais importado mesmo era em conhecer a gal. 

chegamos quinze minutos antes da hora marcada pelo assessor e ficamos esperando no hall de entrada do flat em que ela se hospedava em são paulo. sabia que talvez demorasse um pouco para nos atender, mas não imaginava que seriam quase duas hora de espera. tive que trocar e colocar outra zona azul no meu carro. 

depois de mofar bastante, o assessor desceu para nos explicar a demora: ela estava terminando um ensaio fotográfico para a revista istoé gente.
até ai tudo bem. o problema é que ela já não aguentava mais fazer pose e sorrir para fotógrafo. digo isso porque na hora em que fomos apresentados, ela apertou minha mão, olhou no meu olho e disse: “vai ter foto, é? não quero fazer mais foto não”…

respondi com todos os dentes da boca, que ela não precisava se preocupar, que não era necessário posar e muito menos olhar pra mim, que estava lá apenas para fotografar o bate papo com o repórter. olhando para o chão e sem dar muita bola, ela disse que assim tudo bem. ‘ufa’, pensei.

ela foi logo sentando no que parecia ser o sofá mais gostoso e macio do mundo. até eu queria sentar nele.
até ai tudo bem. o problema é que ela afundou naquelas almofadas e não ficou nada fotogênica. o joelho foi pra cima, a barriga foi pra frente e o pescoço sumiu. e agora? será que peço pra ela sair daquele sofá e tomo um come da gal, ou deixo pra lá? olhei pro ronaldo e senti na cara dele que era melhor deixar pra lá. deixei.

a solução era fechar o enquadramento no rosto dela, deixando espaço pro texto, e esperar um sorriso. e demorou, viu? acho que ela sorriu apenas uma vez durante toda a entrevista (as perguntas não eram tão simpáticas assim…). lógico que fiz outras opções de foto, mas a que saiu na revista foi justamente o retrato mais fechado nela.

tudo isso pra dizer que hoje é aniversário da maior cantora que o brasil já teve. me desculpem fãs de elis, nara, marisa, tulipa, betânia e cia. gal tem um timbre e uma sensualidade que só ela tem. “minha sereia é rainha do mar, o canto dela faz admirar”



1 comment
  1. bruno dilullo said:

    maior cantora do brasil sil sil sil!!!!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: