95


o jornalista e fotógrafo, alexandre belém, é editor de fotografia do site da revista veja e responsável por um dos blogs de fotografia mais respeitados e lidos do brasil, o olhavê. sempre quis trocar uma idéia com ele e desta vez rolou. confere ai.

o que te levou a fotografia? como começou?
Em 1991, comprei uma câmera e comecei a graduação em Jornalismo. Começou assim. Neste post, explico um pouco: http://www.olhave.com.br/blog/?p=8197

porque fotografa?
É o que sei fazer e é o que entendo.

o que te influência na fotografia?
Sempre foi e será o fojornalismo e o documental. Hoje, João Castilho e Pedro David me influenciam também.

você teve duas passagens pelo Jornal do Commercio, de 93-96 e depois de 04-09. porque saiu e porque voltou? o que aprontou neste meio tempo?
Em 1996, deixei o JC para montar uma agência de fotografia: a Lumiar. Depois, criei a Titular. Só aí, foram oito anos. Depois, em 2004, voltei. Sempre gostei de jornal e queria terminar o que comecei antes.

poderia falar um pouco da cada site/blog que edita?
Olhavê – http://www.olhave.com.br = é onde tudo começou e a fonte para os outros.

Aqui, explico: http://www.olhave.com.br/blog/?page_id=5431

Perspectiva – http://www.olhave.com.br/perspectiva = mostramos portfólios de autores nacionais. O site é de autoria da minha esposa, Georgia Quintas. Ajudo ela na produção.

Aqui tem mais detalhes sobre ele: http://www.olhave.com.br/perspectiva/?page_id=2

Extraquadro – http://www.olhave.com.br/extraquadro/ = é o blog de Georgia omnde ela posta os textos mais analíticos, críticos e textos que ela publica em jornais, revistas, catálogos, etc.

Aqui tem mais: http://www.olhave.com.br/extraquadro/?page_id=220

Sobre Imagens – http://veja.abril.com.br/blog/sobre-imagens = é o blog que edito no site da revista Veja. São grandes reportagens, os clássicos, etc. Tento fazer do espaço um local de aprendizado e escoamento do que considero importante para todo fotógrafo ou amante da imagem.

como consegue administrar tantos sites de fotografia? você trabalha em casa? como é sua rotina?
Dedicação e normatização. Os blogs, faço em casa.

de onde vêem tantas idéias para os posts? digo, como é sua ‘reunião de pauta’?
Não tem muito mistério. Tenho muitas seções e tento mantê-las. O resto, é o que acho legal, gosto, quero compartilhar. Assim, tenho feito o Olhavê.

verdade que o olhavê surgiu enquanto fazia plantão no jornal?
Sim. Durante um mês de plantão no Jornal do Commercio, comecei o blog. Quando você não está na rua fazendo tranqueira, fica na redação vendo novela ou na web. Estava querendo algo mais do que o Flickr. Daí, surgiu o blog.

que seção do olhavê te da mais prazer em fazer?
Olha, as entrevistas (http://www.olhave.com.br/blog/?cat=8) são legais porque, para mim, é o clássico do jornalismo: entrevistar alguém. Adoro! Mas, A foto que eu queria ter feito (http://www.olhave.com.br/blog/?cat=1630) deu um puta resultado.

existe um padrinho do olhavê? quem seria? e quem seria o afilhado?
Sempre enfatizo os colaboradores. Tudo, absolutamente tudo, no Olhavê é feito na amizade e colaboração. Não rola grana, comercial, propaganda. Sempre foi na base do convite. Todo mundo é afilhado e padrinho.

já aconteceu de você publicar um texto em um blog, achando que era outro?
Nos meus blogs? Não. São conteúdos diferentes.

como foi o convite pra ‘cuidar’ do acervo do fotosite?
Não foi bem isso. Quando o site Clix saiu do ar e, respectivamente, o Fotosite, o proprietário do Clix+Fotosite me procurou e propos direcionar a URL do Fotosite para o Olhavê e, do Olhavê, o internauta iria para o Fotosite. Aqui tem tudo: http://www.olhave.com.br/blog/?p=4372

Bem, como sempre tive uma boa relação com os quatro fundadores do Fotosite (http://www.olhave.com.br/blog/?p=5043) – Pisco del Gaiso, Adi Leite, Rogério Assis e Mareclo Soubhia – isso foi um prazer. Hoje, a URL do Fotosite vai para uma Home que o Marcelo Soubhia cuida.

quando sai em pauta (ainda sai?), prefere ir com ou sem repórter?
lembra de uma pauta que deu tudo errado?
Não tenho fotografado ultimamente. Depende da pauta. Uma reportagem, checar algo, etc, tem que ter o repórter. Uma foto mais produzida, um retrato, melhor ir sozinho.

o que te incomoda na fotografia?
Nada!

qual o papel do fotógrafo hoje em dia neste mundo tomado por câmeras fotográficas?
como se destacar/sobressair nesse mundo banalizado por fotógrafos?
Dia desses o extraordinário fotógrafo Claudio Edinger colocou uma linda foto no seu Facebook feita com iPhone. Um comentário dizia: Quero comprar um iPhone. Então, eu comentei: Quero ter um olho do Edinger. Há décadas e para sempre, o que importa é o talento.

nesses 15 anos de profissão, quais foram as principais mudanças que sentiu no mercado fotográfico? não estou falando só da questão filme x digital, mas sim da linguagem.
Acho que tudo está mais “solto”. É inevitável não associar certas mudanças de comportamento ao fato da tecnologia ter avançado. O fotógrafo no campo de futebol tá mais relaxado porque pode ficar o jogo todo e transmitir na boa. Antigamente, você fazia cinco minutos de jogo e mandava o filme. A relação fotógrafo vs. equipamento está mais cômoda. Não estou dizendo que esteja melhor. O fluxo está mais tranquilo. Por outro lado, existe a necessidade de ter o “tempo” da fotografia novamente. Fotógrafos como Pedro David tem fotografado com 4×5 e revelado as chapas em casa.

trabalhar como editor de fotografia do site da veja te da acesso irrestrito no departamento de documentação da abril?
por falar em dedoc, esta é a seção que mais gosto no sobre imagens. é possível resgatar imagens que as pessoas nem imaginam que existam mais. o que de mais bacana já encontrou por lá?
Não é acesso irrestrito. É acesso de pesquisador como qualquer um pode ter. Claro que “sou da casa” e desco lá quando quero.
O acervo é gigantesco com mais de 7 milhões de fotos. Em breve, publicarei um ensaio com Leila Diniz feio pelo maravilhoso David Drew Zingg para a Realidade.

qual foi a primeira foto sua que você pendurou na parede da sua casa?
Minha, não tenho nenhuma. Só dos amigos. Bem, ao entra na minha casa, de cara, tem uma foto de Rogério Reis da séria “Na Lona”.

o que você pensa sobre os ‘coletivos fotográficos’?
Acho fundamental e legal.

sobra tempo pra fotografar?
Hoje, não. Vai sobrar um dia.

poderia escolher a foto mais importante do seu trabalho? e qual mais gosta?
Caramba! Vou pensar e mando…

algum outro projeto em andamento?
Para 2012, estamos planejando a publicação de livros com conteúdo dos nossos sites.

onde você vê foto?
Vejo nos livros e na web.

onde você vende foto?
Tenho um material depositado em dois bancos de imagem. Um no Recife, na Titular e em São Paulo, na Kino. São imagens para uso editorial.

mais fotos do alexandre belém aqui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: